Dicas para voce já melhorar seu jogo

Como melhorar a performance

Várias são as formas que temos para melhorar nossa performance em um jogo tão técnico como é o tênis.

Fortalecer as articulações dos tornozelos, joelhos, pulsos e cotovelos, além de ombros, devem ser pensadas,  tanto para atletas como para iniciantes. 

Gosto de consultar especialistas de outras áreas para confirmar meus pensamentos e convicções em relação a certas coisas do jogo. Uma delas é quanto as pegadas mais radicais adotadas por alguns jogadores. A minha osteopata Dra. Luciana Antunes Pimentel me  explica  que é pouco saudável segurar  a raquete de maneira a obrigar o pulso a grandes amplitudes, e também realizar batidas com o braço dobrado, o que sobrecarrega o cotovelo. Quanto mais se exige das articulações, mais se está propenso a lesões.

Pra mim, após uma vida de observações feitas em cima desse jogo, a principal coisa à qual me atenho para trabalhar qualquer tipo de jogador é o alongamento muscular, e a movimentos bem definidos.  

Como respirar corretamente durante o jogo

Acho que o essencial pra você conseguir respirar bem no jogo é expulsar o ar no momento que você realiza a batida, seja em qualquer fundamento.

É até uma forma de você conseguir ganhar mais alongamento para o movimento realizado se conseguir  expulsar o ar quando faz a batida na bola.

Você pode conseguir maior amplitude no movimento, o que ajuda muito na eficiência da batida.

Esquerda Topspin Duas Mãos

Erros mais comuns no "Golpe De Esquerda"

Se você aprendeu a fazer a esquerda com uma só mão, você tem que fazer essa esquerda tanto com topspin quanto com slice.
As bolas de ataque devem ser feitas de baixo para cima, e as de defesa, com slice, de cima para baixo.
Para bater o topspin você deve ter uma pegada eastern ou western, e para fazer o slice, a pegada adequada deve ser a continental.
A esquerda quando feita com uma só mão exige muito treinamento, talvez o golpe nesse jogo que exija mais tempo de treino.
Quando feito com as duas mãos, você pode bater muito mais vezes com o efeito de topspin, e, com a ajuda da mão esquerda, o tempo de treinamento é abreviado. Você acaba ganhando força mais rápido usando os dois braços.

Forma correta da Esquerda Slice

  1. O movimento descendente da raquete dá o efeito na bola desde que você “abra” a raquete, passando-a por baixo da bolinha.
  2. O movimento descendente do corpo ajuda e dá sensibilidade ao toque.

Primeiro Serviço

Erros mais comuns no "Primeiro Serviço"

O tênis é um jogo que pede movimentos largos, alongados, e nós temos a tendência a ter a musculatura encurtada. Ao mesmo tempo nos é difícil controlar um movimento largo mas que tem um limite, um lugar certo para acabar. Precisamos então, para bater bem numa bolinha de tênis, de um movimento bem definido!

No saque o jogador que não tem um instrutor, normalmente usa o grip eastern de direita para sacar. A princípio, parece o mais confortável, e o é, mas obriga o jogador a fazer uma grande dobra no pulso para conseguir fazer a bola abaixar e ir em direção ao retângulo correto. O que acontece é que é difícil controlar essa angulação do pulso, e você vai acertar, no máximo, dois saques em dez.

O grip correto para o saque, unanimidade entre todos, vejam bem, eu disse TODOS os jogadores em geral é a pegada continental. O saque não evolui com outra pegada que não essa. Portanto, mesmo que lhe faça gastar algumas horas de treinamento, use essa pegada, ou você estará condenado a um saque muito pouco eficiente.

O primeiro saque no jogo se destina a arriscar. É o seu ataque inicial, uma jogada flat, sem efeito para se conseguir alta velocidade na bola. Gosto de usar um radar para treinar o primeiro saque, pois assim temos uma resposta na hora se o movimento está bom ou não. Não vamos falar do saque dos profissionais que atinge a marca dos 200 km/horários, mas de seres normais que, se atingirem 130 km/horários já estará bastante bom

Forma correta

Veja no vídeo como é longa a continuação do movimento após bater a bola, e como o corpo “cai” para a frente.

Assim é que se deve treinar: fazendo a cabeça acompanhar o movimento do corpo.

Segundo Serviço

Erros mais comuns no "Segundo Serviço"

Muitos tenistas, às vezes por falta de informação, não aprendem a dar um segundo saque com efeito.
O primeiro saque é o ataque. Forçá-lo pode resultar em ponto ou vir uma devolução fácil de atacar, pra já ir tomando a iniciativa do ponto. Já o segundo saque você não pode errar, nem dar um saque mole, e pra controlar bem essa bolinha você precisa dar efeito a ela. Aprender um saque com slice ou o American Twist é fundamental. Já foi dito que um bom jogador se conhece pelo saque. È aí que se revela a categoria do jogador. Então é preciso, é fundamental você aprender um segundo saque com efeito. O grip correto para esses saques é a pegada between ou australiana, e a coisa mais importante para se conseguir dar um bom efeito na bola no saque está no "follow-through", na continuação do movimento, no que você faz após bater a bolinha.

Forma correta "Saque com Slice"

No saque com slice se dá um efeito lateral na bola, fácil de ser executado. No começo faça o movimento em dois tempos. Primeiro você posiciona o corpo de lado para o seu alvo, leva a raquete atrás da cabeça e depois lança a bola à direita da sua cabeça, e mais atrás do que você lançaria para o primeiro saque. O importante é conseguir continuar o movimento abrindo a face da raquete e alongando bem essa trajetória.

  1. Use a pegada australiana.
  2. Leve a cabeça da raquete atrás da sua cabeça.
  3. Lance a bola bem à sua direita
  4. Vá com a raquete direto para a bola, como se quisesse tirar dela uma pequena fatia.
  5. Contorne a bola, fazendo com a raquete uma curva acentuada.
  6. Continue o movimento para o seu alvo.
  7. Finalize o movimento com a cabeça da raquete aberta.

Forma correta "Saque American Twist"

Esse é um tipo de efeito para jogadores que já estão acostumados a fazer o slice. É necessário mudar o lançamento da bola para trás da cabeça e trabalhar bem o alongamento da musculatura que será bastante exigida para completar o movimento, “fechando” a cabeça da raquete após dar o efeito puxando-a para cima. O efeito é fácil de ser dominado, mas sem a continuação certa da trajetória da raquete após bater a bola, o controle fica difícil.

Neste saque a bola é lançada atrás da cabeça.
Você deve se curvar para trás e subir o corpo junto com o movimento ascendente da raquete para dar o efeito

Saque Slice
Saque Slice
Saque American Twist

Voleio de Direita e Esquerda

Erros mais comuns no "Voleio"

Esse é o golpe mais fácil de ser ensinado dentre todos os fundamentos do jogo de tênis.

É o golpe de tamanho mais reduzido e só precisa de duas coisas fundamentais: pegada continental e usar o próprio corpo para amortecer bolas que sempre virão difíceis de devolver.

Ficarão difíceis se você tentar só bloquear a bola. Lembre-se, o golpe é volear, que é diferente de bloquear.

Para volear você precisa amortecer a bola com um efeito de slice, efeito dado de cima para baixo na bola, e coordenar esse movimento com o corpo que deverá descer junto com o movimento da raquete.

O erro mais comum é usar um grip para cada lado, o que INVIABILIZA o golpe, muito rápido para troca de pegadas.

O caminho é ter alguém que jogue bolinhas favoráveis para você pegar o jeito de fazer esse movimento coordenado com a ação do corpo.

 

Forma correta

Voleio de Esquerda:

Veja no vídeo ao lado que o golpe é de cima para baixo sempre, e o corpo deve descer junto e se dobrar para ajudar a amortecer a bola.

 

Voleio de Direita:

Veja no vídeo ao lado que para bem amortecer a bolinha, use o movimento de cima para baixo, com o corpo se dobrando e dirigindo a continuação (curta) do movimento para baixo e para a frente.

Como fazer a troca de golpe de equerda de uma para duas mãos

  • Mudar um gesto esportivo já arraigado, já automatizado, causa impactos musculares e psicológicos também. Cada um reage de uma forma. Somente a certeza do resultado e a minha insistência fizeram com que algumas pessoas se submetessem a essa experiência, que posso dizer, sempre resultou em sucesso. Na realidade o que mais ajuda é o resultado rápido. Jogar com as duas mãos na esquerda é mais simples e fácil que jogar com uma só mão. Desde que se saiba como proceder. Saber produzir o alongamento que o movimento exige, enquanto bate bola, e por isso a minha preferência por FOAM BALLS, bolas de espuma para praticar o jogo enquanto faz um alongamento específico.
    O principal é aprender o golpe parado, sem precisar correr até a bola. O jogador deve ficar de lado para a quadra, com o pé direito na frente e sempre apontado em diagonal à quadra, para facilitar o giro do corpo para a frente. A pegada para esse golpe pode ser a mesma usada para o topspin de direita, não havendo necessidade de troca, pois a mão atuante será a esquerda, esta sim deverá estar como se fosse uma pegada eastern de direita. Feito isso, o jogador deverá receber as bolas rigorosamente na mão, e mais próximas ao corpo do que o normal para o golpe com uma só mão, quando o alcance é maior. Deve-se conseguir bater parado, equilibrado. Com o movimento no tamanho certo, o jogador deve já ir tentando dar à bola um pouco de efeito topspin, ou seja, deve raspá-la de baixo para cima para produzir o giro da bola para cima. Quem estiver lhe ajudando deve dirigir bem esse início, para que a transição seja feita com facilidade, dando confiança ao jogador em prosseguir. Aí é trabalhar um pouco o alongamento que o braço esquerdo exigirá de uma musculatura ainda “curta” no início, assim como a reação à bolinha que deve ser batida mais próxima ao corpo. O jogador que já é bom fará isso com facilidade e rapidamente poderá observar o resultado, em eficácia e força obtidas. A seqüência é passar a ficar de frente para a quadra como no normal do jogo, continuar a receber bolas na mão e em seguida passar a fazer o treinamento com bolas de espuma, que reduzem muito a velocidade do jogo, ao mesmo tempo em que exigem do jogador que faça um movimento com muito follow-through, muita continuação do movimento para cima e para frente (mas com tamanho correto) para que a bolinha atinja o meio da outra quadra. Aí é bater bola com muitas esquerdas, depois ir misturando com o golpe normal da direita, e, no máximo em um terceiro treinamento, você já poderá bater bola com as bolas normais do jogo e descobrir que você pode ter uma esquerda muito mais eficiente que a anterior, principalmente por levá-lo a poder bater 80% das bolas que vem no seu lado esquerdo.
    Com uma só mão, as estatísticas mostram que um jogador bate menos de 40% das bolas de esquerda com topspin, os outros 60% tem que ser feitos com slice. 

Forma correta

Veja no vídeo ao lado que é usando bem o corpo que se consegue uma boa batida. O corpo abaixa, sobe junto com o movimento do braço e da raquete e se alonga para a frente

Erros mais comuns "Não Bater Parado"

O jogador mal treinado ou mal instruído não consegue bater parado, quando pode conseguir jogar todo o seu peso ( às vezes um BOM peso ) para jogar a seu favor, indo pra frente na hora de fazer o golpe,  seja ele qual for.

A física tem que jogar a seu favor.  

Como mudar essa atitude?

Você tem que ser levado a fazer isso.

Seja qual for o seu nível, você tem que receber bolas que facilitem ir para a frente na hora de bater.

E repetir isso até você se acostumar.

 

"Tennis Elbow"  O Que Fazer Com Essa Dor De Cotovelo ?

  • A epicondilite lateral é o pior mal que pode afligir um jogador de tênis: uma inflamação do tendão inserido no cotovelo, e que, dependendo da gravidade, pode atrapalhar muito a atividade de jogar.
    A primeira vez que tive conhecimento de tal mal foi com a Maria Esther Bueno, nossa super campeã que venceu em todos os quatro torneios de Grand Slam. Eu tinha meus quatorze, quinze anos e jogava tênis no mesmo clube que ela, o Tietê, em São Paulo. Ela me contou que teve que fazer uma cirurgia no cotovelo e, naquela fase pós operatória o seu médico só permitia a ela que jogasse cinco minutos por dia. Num outro dia eu estava no clube e ela veio me convidar pra jogar. Como eu a havia visto jogar com a numero um da França naquela época, convidada dela, lembrei-lhe dos tais cinco minutos, ao que ela me respondeu: vou jogar com a esquerda! E lá fomos nós; a numero um do mundo e eu, o aprendiz que teve a sorte e a honra de enfrentá-la, mesmo ela tendo jogado com o braço esquerdo.
    Essa tal inflamação acontece quando não temos a musculatura do braço devidamente desenvolvida para o esforço do jogo, e hoje já muita gente tem tênis elbow por conta do uso excessivo do mouse do computador.
    O golfe também tem a sua dor de cotovelo, o golfe elbow, que difere do tennis elbow porque apresenta dor na parte interna do braço, na altura do cotovelo. O tenista também pode ter golfe elbow. O tennis elbow se caracteriza pela dor na parte externa do cotovelo.
    Como lidar com isso? A primeira parte consiste em combater a inflamação que provoca a dor. Gosto muito da acupuntura nesses casos, pois o tratamento se faz, normalmente, sem que se precise ingerir anti-inflamatórios. Sem a dor, deve ser iniciado o trabalho muscular no local, para reforçar a musculatura, e, o mais importante: mudar o golpe de esquerda para duas mãos.
    Se você não é um felizardo que começou a jogar com o uso das duas mãos para fazer o backhand (esquerda para os destros e direita para os canhotos), é a hora de fazê-lo. É o esforço do golpe de esquerda com uma só mão que provoca o tennis elbow. Principalmente o slice. Também é péssimo volear de esquerda. Na fase aguda pode ser sentida alguma dificuldade com o girar chave em fechadura, levantar um copo, cumprimentar alguém.
    Como mudar o golpe de esquerda para duas mãos? Fácil. Veremos isso na DICA seguinte.
    Outra coisa fundamental é jogar usando uma proteção para o cotovelo. Existem algumas como o ELBOW SUPPORT que envolve todo o cotovelo, e as faixas estreitas para serem usadas no antebraço próximo ao cotovelo, as ARMBAND ou BRACE. Isso dá uma boa proteção para musculatura e tendão.
    Com essas providencias você vai se curando mesmo jogando, e pela minha experiência, nunca vi alguém curar-se parando de jogar. Tem é que se cuidar que essa chata dor de cotovelo, logo lhe abandonará.

Como iniciar no Tênis não sendo mais um jovem

  • Os exercícios físicos, tão importantes em qualquer fase de nossas vidas, são ainda mais importantes quando passamos de uma certa idade. Diminuímos gradualmente o esforço físico, nos acomodamos em suaves poltronas, carros super-confortáveis, e aproveitamos todos os confortos que a vida moderna nos propicia. Mas há que se exercitar. Para queimarmos os exageros alimentares, o ideal é que façamos alguma atividade aeróbida. As seções em academias, as corridas, as caminhadas exigem da gente considerável motivação para não sucumbir à preguiça.
    Nos jogos como o tênis (assim como no basquete, no vôlei, no futebol) a motivação é lúdica, é uma bola. Correr atrás de uma bolinha é brincar.Você não pensa, não se exige, simplesmente corre e se esforça sem pensar que está fazendo isso.
    Mas, há quem pense que, por não ter tido uma vida esportiva, começar um esporte tardiamente é uma tarefa difícil. Ledo engano. O tênis é um esporte fácil, desde que aprendido da maneira correta. E o aprendizado é gostoso. Alexander Lowen, criador da bio-energética disse que a felicidade está na aprendizagem. É ótimo aprender alguma coisa. Quando envolve exercício físico e expressão corporal, melhor ainda, mais entusiasmo e felicidade proporcionam. O principal é ganhar alongamento para fazer com facilidade os movimentos exigidos no jogo. Uma coisa aconselhável é começar jogando com bolinhas especiais e também ir fazendo alongamento com bastões presos a borrachas de resistência para deixar a musculatura alongada para facilitar mais ainda o aprendizado. Com as bolinhas especiais, deve-se começar pelos golpes do fundo, a direita e a esquerda, usando no início só metade da quadra. Pode-se incluir os voleios de direita e esquerda, visto que os voleios não prescindem de movimentos longos, o que facilita muito o seu treinamento. Pode-se usar também as bolinhas especiais para treinar o saque, e com isso já poder fazer as primeiras partidas de duplas, sempre com bolinhas especiais, até a pessoa se sentir confortável para ir evoluindo de bolas, até chegar às bolinhas normais do jogo. Nessa fase, há que se fortificar a coordenação motora e ir aos poucos fortalecendo músculos de pernas e braços. Quanto tempo leva isso? Jogando com mais uma ou duas pessoas amigas, dois treinos de 45 minutos por semana, e em um mês você já poderá sentir qual é a sensação de jogar um set com totais possibilidades de progressos.